Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Rio Manhuaçu
Tamanho das Letras : Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras

     

      

           Foto de João Gualberto.

 

            Rio do Estado de Minas Gerais afluente  da   margem   direita do Rio Doce. Nasce  na região  de Vista Alegre em São João  do Manhuaçu a 900 metros  de altura.

            É o maior  afluente  do Rio Doce  com extensão  aproximada   de 333,3  kms   medidas  da  nascente do  braço  do Rio  São Luiz no Córrego da Fortaleza que  perfaz  um percurso um pouco maior que  o braço formador vindo  de São  João do Manhuaçu.

            Após  o encontro  do Manhuaçu  com São Luiz   na Ponte da Aldeia   o Rio  começa a  se tornar  o grande afluente do Rio Doce.

 

ORIGEM  DO NOME

            A origem  do nome  tem  várias  fontes, mas a principal  e mais  aceita   de origem  Tupi-Guarani   é chuva copiosa, chuva  em grande quantidade ou "Terra das Grandes  Tempestades"

            A denominação  original   indígena   era  Manassu. Passando  em documentos  do Sec XVIII   para   Mayguassu    e Mayoassu.

Finalmente   para   Manhuassu   e Manhuaçu.

 

 


 

 

HISTÓRICO   DO   RIO

 

               Em   1570 houve a primeira  menção  ao nome  do  Rio  Manhuaçu   em    uma  carta  do Segundo  Donatário da Capitania do Espirito  Santo, Vasco  Fernandes  Coutinho Filho, que explorou pessoalmente  o rio.

 

                Em 1572 Sebastião  Fernandes  Tourinho vindo  de Porto  Seguro  entrou   pelo   Rio Doce, passando ao Rio Guandu. Por terra   chegou ao Rio  Manhuaçu descrevendo  que este   nascia   numa  Lagoa. Esta pode ser  a Lagoa  Branca  situada  no Rio  Capim, um afluente   do  Manhuaçu.

 

                Em  1734  Pedro  Bueno  Cacunda escreveu   uma carta  ao Rei  Dom  João  III de Portugal que a partir  de uma noticia  de que  bandeirantes paulistas  como  Bartolomeu Bueno, Manuel de Camargos e Estevão  Barbosa  de que existiam  nos sertões uma nação  índigena  chamada de Purys que asenhoreava   o Rio Mayguassu, nome primitivo  do rio, e o encontro  de grande quantidade  de Ouro  em  seu leito. Ele  mesmo  organizou tres expedições: Uma vinda   por São  Paulo, a  segunda por terra  do litoral capixaba e a terceira   subindo   os Rios  Doce  e Manhuaçu. Descreveu  que fundou uma povoação  nas nascentes do rio que fora dizimada  pelos índios.

 
                Em um Mapa  da Capitania   de Minas  Gerais de  1750 traz   o Rio  Manhuaçu   com seu alfuente   o Panema. O nome do  rio ali colocado era Mayoassu .

                Mapa do Governador  da Capitania  do Espirito  Santo ,  Silva   Pontes, com  Rio  Doce  e principais afluentes  entre eles o Manhuaçu.

                Em  1798 José  Joaquim  da Rocha descreveu  em um mapa  o Rio   Doce e seus afluentes  inclusive o Rio  Manhuaçu.

                Em 1820 o mapa em   Alemão   da Arrow  Smith que ilustra o livro  do Príncipe  Maximilian  de Wied, "Viagem  ao Brasil " com Rio Manhuaçu  e seu afluente  Panema".

                1830. Auguste  de Saint Hillaire  descreveu  em seu livro  "Viagem  a Capitania do Espirito Santo  e Rio Doce" que acima  das corredeiras das escadinhas  o Rio Doce  recebe um grande afluente   que nasce   nas montanhas  desertas  do Itapemirim. Talvez tenha confundido

o  rio José Pedro  que nasce no Caparaó com    o  Manhuaçu.

 

                De 1830 a 1835  Domingos  Fernandes de Lanna   funda  o núcleo que  viria a ser  a futura Cidade de Manhuaçu.

                Em 1877 foi criado  o Municipio do Rio Manhuaçu desmembrado  de Ponte Nova.

 

CARACTERIZAÇÃO   DO RIO MANHUAÇU

 

                A nascente é  em Vista   Alegre municipio  de São  João   do Manhuaçu à 900 metros de altura.

                Afluentes   da margem  direita:

Córrego  Bom  Jesus;

Ribeirão  Manhuaçuzinho;

Rio São  Simão

Ribeirão  Santo  Apolinário;

Rio Jacutinga;

Rio Alvarenga;

Ribeirão Bueno e

Rio  Itueto.

 

                Afluentes à Margem Esquerda:

Ribeirão  São Luiz;

Rio  Jequitibá;

Córrego  da Onça;

Ribeirão  Japú;

Rio  José Pedro sendo o maior afluente. Nasce na Serra do Caparaó com percurso aproximado de 200 kms. Chamado  pelos indios de  Panema;

Rio  do Capim: Segundo  maior afluente. Deságua  na região do baixo Manhuaçu. Tem um afluente que nasce  na Lagoa  Branca.

Foz  no Rio  Doce  em Barra do  Manhuaçu - bairro  na entrada  da cidade de Aimorés - onde o rio  Doce  percorreu  731  kms  e  o Rio  Manhuaçu  333.3 Kms.

 

 

MUNICIPIOS   BANHADOS  PELO   RIO   MANHUAÇU   E AFLUENTES 

As  águas do  Rio   Manhuaçu  banham  vários  municipios   mineiros e até do Estado do Espirito  Santo.

Mineiros:

Alto  Caparaó;

Alto  Jequitibá;

São João  do Manhuaçu;

Luisburgo;

Manhumirim;

Manhuaçu;

Reduto;

Martins Soares;

Durandé;

Santana  do Manhuaçu;

Simonésia;

Lajinha;

Mutum;

Chalé;

São José do Mantimento;

Conceição  de Ipanema;

Ipanema;

Caratinga;

Inhapim;

Alvarenga;

Pocrane;

Santa  Rita do Itueto e

Aimores.

No Espirito  Santo  as cidades  de:

Iúna;

Ibatiba e

Irupi.

 

TEXTO E FOTOS de autoria do CIRURGIÃO-DENTISTA, GENEALOGISTA E ESCRITOR

Dr. José Olinto Xavier da Gama 

Desenvolvimento e Tecnologia Midia Prata Desing e Internet